Passarinho às voltas, de volta

vidaptEu sumi, daqui. Tive preguiça de atualizar, estava mais interessada em viver meus últimos dois meses andarilhos ao máximo, aproveitar mais os afetos, alimentar memórias que muito provavelmente não chegarão por aqui.

Estive também tentando me ajustar à velha nova vida em terras cearenses. Na verdade, me ajustar é impossível, conformidade não é para mim.

Enquanto arquiteto outro plano de fuga, tenho uma graduação para concluir. Ê Ê. E muitas causas para protestar.

Portugal fica um amor no peito, uma saudade desse pequenino país.

Barcelona (tem um ziriguidum)

DSC_0036 DSC_0090 DSC_0186 DSC_0408 DSC_0442 DSC_0455

Calorosa, seduz com suas cores e pessoas tão peculiares. Fugi do frio transmontano e lá passei meu aniversário, sentindo que estava um pouquinho mais perto da minha Terra do Sol. Acho que não podia ter escolhido melhor.

Perder-me por entre as ruas foi um prazer, uma caminhada musical, ainda que a metrô.  E a praia, ah…imaculada. Tudo lá tem um sabor intenso, entra pelos poros.

Viva, viva! Guardei toda a luz para resistir a este inverno que custa a ir-se embora.